REGISTRO DE TENTATIVA DE HOMICÍDIO CONTRA POLICIAL MILITAR É TUMULTUADA POR ADVOGADOS.

Odair Araujo | segunda-feira, dezembro 28, 2015 | 0 comentários


Palavras desrespeitosas contra o oficial e a guarnição do destemido Sargento Gusmão, dizendo, “policiais inúteis e imundos” foram proferidas por advogados que faziam presença.

O que era para ser um registro de ocorrência de tentativa de homicídio na Central de Flagrantes de Porto Velho durante a noite deste último sábado (26) terminou com ânimos a flor da pele entre advogados e pms.

De acordo com informações contidas no boletim de ocorrência de número 9106-2015, durante o registro de uma tentativa de homicídio que ocorreu em uma farmácia, onde um policial não foi morto, (clique aqui e veja a matéria) devido a arma não disparar, a advogada tentou retirar da sala de registro um dos acusados para conversar em outro compartimento, mas não foi autorizada a saída.

Neste momento, a advogada chamou outros advogados, que unidos, passaram a gritar vindo a atrapalhar o andamento do registro da ocorrência. A guarnição do CPOC orientou por várias vezes os advogados a se conterem, mas os advogados continuavam perturbando o trabalho dos policiais, inclusive proferiram palavras desrespeitosas contra o oficial e a guarnição do destemido Sargento Gusmão, dizendo, “policiais inúteis e imundos”.

Diante o tumulto, um dos representados da OAB deu voz de prisão ao oficial do CPOC, que também deu voz de prisão aos advogados por perturbação de trabalho de número conforme relatos no boletim de ocorrência 9108/2015.

Fonte: newsrondonia

Category:

0 comentários

CADA PESSOA SE RESPONSABILIZA PELO QUE FALA.