Homem é internado em BH com suspeita de ebola depois de viagem à Guiné.

Odair Araujo | sexta-feira, novembro 13, 2015 | 0 comentários

Profissionais de saúde da Unidade de Pronto Atendimento da Pampulha, em Belo Horizonte (MG), usam roupas especiais para atender um homem com suspeita de ter ebola, que foi atendido no dia anterior. O brasileiro de 46 anos chegou ao Brasil vindo da Guiné no dia 6 de novembro e começou a apresentar sintomas como febre alta, dor muscular e dor de cabeça no último dia 8. Ele foi transferido da UPA para um hospital referência em infectologia na cidade. Nesta tarde, o paciente deve ainda ser encaminhado para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio de Janeiro (RJ), em avião da Força Área Brasileira 
Um morador de Minas Gerais pode ter contraído ebola durante viagem a Guiné, na África. O homem que não teve a identidade revelada está no Hospital Eduardo de Menezes, em Belo Horizonte (MG), aguardando a transferência ao Instituto Evandro Chagas, no Rio de Janeiro, referência nacional para casos de ebola. Ele permanece isolado no Eduardo de Menezes, referência em infectologia em Minas Geras.
O brasileiro de 46 anos foi atendido na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Pampulha, em Belo Horizonte, onde estava isolado antes de ser transferido para o Hospital Eduardo de Menezes. Ele procurou atendimento após apresentar febre alta, dor muscular e dor de cabeça, sintomas que apareceram no domingo, dois dias depois de ele voltar da Guiné, um dos países africanos que ainda não se livrou da epidemia de ebola.
Após a identificação da suspeita, o paciente foi isolado na unidade. Foi adotado então o protocolo nacional estabelecido para casos suspeitos de ebola, que prevê a comunicação do caso à Secretaria Estadual de Saúde e ao Ministério da Saúde. O atendimento na UPA Pampulha foi suspenso.
"Todos os pacientes e profissionais da unidade que tiveram contato com ele estão sendo monitorados pela Secretaria Municipal de Saúde. E estão sendo levantados outros possíveis contatos", afirmou o ministro da Saúde, Marcelo Castro, durante entrevista dada a jornalistas na tarde desta quarta-feira (11).
Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) o conduzirá ao avião da FAB (Força Aérea Brasileira) para ser levado ao Rio de Janeiro. A expectativa é que o homem chegue às 19h. "Lá, serão colhidas mostras de sangue que serão enviadas à Fiocruz. O primeiro resultado sai em 24 horas. Depois um novo exame será feito para confirmação, que também sai em outras 24 horas. Até lá, o paciente segue isolado, recebendo atendimento médico no Instituto Evandro Chagas Assim que tivermos os resultados faremos uma nova comunicação à imprensa, sejam eles positivo ou negativo", explicou Castro. 
O ebola é transmitido através do contato com o sangue, tecidos ou fluidos corporais de indivíduos doentes.


ARAUJO ODAIR
Blogueiro

Category:

0 comentários

CADA PESSOA SE RESPONSABILIZA PELO QUE FALA.