No segundo dia, “Babilônia” registra segunda pior audiência da história do horário das nobre

Odair Araujo | quarta-feira, março 18, 2015 | 0 comentários



segundo capítulo de “Babilônia” exibido nesta terça-feira (17), despencou na audiência e teve um dos piores desempenhos do horário das nove.


De acordo com dados consolidados, exibida das 21h29 às 22h43, a trama escrita por Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga cravou apenas 29.8 pontos de média na Grande São Paulo.

Foi a segunda pior audiência de uma trama das nove em seu segundo capítulo. Superou somente a fracassada “Em Família”, que marcou 29 pontos. Sua antecessora, “Império”, fechou com 35 pontos em 22 de julho do ano passado.

Cada ponto equivale a 67 mil domicílios na Grande São Paulo.


ODAIR POR ODAIR:

A antiga cidade de Babilônia começou imediatamente após o Dilúvio e simboliza a expressão da rebelião direta do homem contra Deus e contra a Sua ordem: “Sede fecundos, multiplicai-vos e enchei a terra” (Gn 9.1b). Portanto, o reinado humano começou na Babilônia com uma rebelião clara e evidente contra Deus. O Senhor interveio e espalhou a humanidade rebelde confundindo seus idiomas. O nome “Babel” foi dado à cidade de Ninrode, por causa da sentença de Deus sobre seus habitantes (Gn 11.1-9). O Dr. Dyer explica:

Como a Babilônia desempenhou um importante papel no passado, também já está agendado por Deus – segundo foi revelado na profecia – que ela desempenhará um papel central no futuro. Ela se tornará, provavelmente, a capital do Anticristo durante os futuros sete anos de tribulação, conforme retratado na série de ficção Deixados para Trás de Tim LaHaye e Jerry Jenkins.

Category:

0 comentários

CADA PESSOA SE RESPONSABILIZA PELO QUE FALA.