DESUMANO: ACRE TRANSPORTA HAITIANOS COMO ANIMAIS PARA SÃO PAULO.

Odair Araujo | quinta-feira, abril 24, 2014 | 0 comentários


ACRE NUM ATO DE COVARDIA REPASSA PROBLEMAS COM HAITIANOS PARA SÃO PAULO.



O secretário Municipal de Direitos Humanos e Cidadania da prefeitura de São Paulo, Rogério Sottili, criticou (leia) a atitude do governo do Acre, governado pelo petista Sebastião Viana, de enviar refugiados haitianos para São Paulo sem qualquer comunicação com a prefeitura paulistana. 


- Não podemos aceitar o que ocorreu com os haitianos enviados do Acre para São Paulo, tratados de qualquer jeito, viajando dias de ônibus e sem nenhum atendimento preparado para recebê-los - protestou.

Segundo Sottili, entre 800 e 1900 imigrantes devem desembarcar em São Paulo. Seiscentos chegaram desde o último dia 10 e outros devem chegar nos próximos dias. Eles têm se dirigido a equipamentos públicos e igrejas, como a Paróquia Nossa Senhora da Paz, na rua do Glicério, centro da capital.

“Não é possível que se trate assim uma questão humanitária. Não é um problema receber os imigrantes do Haiti, mas isso precisa ser feito com planejamento”, argumentou.

O secretário explicou que a prefeitura dialoga com entidades assistenciais e estuda a ampliação emergencial dos serviços de assistência social na cidade para receber os haitianos da melhor maneira possível.


A prefeitura de São Paulo, administrada pelo petista Fernando Haddad, chegou a divulgar uma nota (leia) em que “considera irresponsável a ação do governo do Acre de enviar uma grande quantidade de imigrantes haitianos para São Paulo, sem pactuar previamente com a administração municipal a melhor forma de recebê-los”.


De acordo com a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, "o deslocamento está sendo promovido por entes governamentais de forma indigna e sem prévio contato com a Prefeitura". A prefeitura paulista espera do Ministério da Justiça "medidas cabíveis com relação ao governo do Acre diante destas ações com esta população já tão sofrida".

O governo de São Paulo também criticou duramente (leia) a decisão unilateral do governo do Acre de enviar os imigrantes haitianos. A Secretária de Estado da Justiça e da Defesa da Cidadania de São Paulo, Eloisa de Souza Arruda, declarou que "nos padrões internacionais, isso poderia ser classificado como deportação forçada”.

A secretária acusa seu colega Nilson Mourão, secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos do Acre, de ser "desleal" por não tê-la procurado antes de financiar a viagem dos refugiados.  

Fonte: base, altinomachado

Category:

0 comentários

CADA PESSOA SE RESPONSABILIZA PELO QUE FALA.