DEFENSORES DA MARGINALIDADE. REPRODUÇÃO.

Odair Araujo | quinta-feira, março 20, 2014 | 0 comentários

Estava faltando alguém com coragem para falar e um telejornal que (ainda) não censurou.A jornalista Rachel Sheherazade deu uma declaração no jornal do SBT, onde ela apresenta um noticioso, que deixou a petezada nervosa. Suas críticas se voltaram ao fato de a presidente Dilma repassar dinheiro dos brasileiros para países africanos cujos ditadores têm mansões no Rio de janeiro avaliadas em 80 milhões de reais. Foram dois milhões doados pelo governo da presidente Dilma para as ditadurasafricanas.

Os ditadores da Venezuela, Cubae da Bolívia também já levaram milhões do governo brasileiro sob as bênçãos de Dilma. Par arrumar estradas (da Bolívia), portos (de Cuba) e Metrô (da Venezuela). Como se as nossas estradas estivesse uma maravilha, os portos uma beleza e os metrôs um sossego. Sem contar com a falta de esgoto, a porcaria da educação, saúde precária e nenhuma segurança.

Foram estes os queixumes da jornalista no mais puro dever de ofício de denunciar os desmandos. Mas é lógico que logo ela iria ser alvo do ataque da bancada do governo.

Após outro depoimento polêmico Raquel virou alvo de parlamentares ligados ao governo. Ao comentar as ações de justiceiros no Rio de janeiro, que acabam fazendo justiça com as próprias mãos, entre outra palavras Raquel acabou legitimando as ações dos cidadãos que, cansados de esperar proteção do estado, acabam tendo que fazer justiça para se protegerem.

Raquel vai ser processada pelos direitos humanos por incitação a violência, contra os direitos humanos, contra o estatuto da criança e do adolescente, violação das normas da radiodifusão, por debochar o Ministério Público, o Judiciário, o governo, a polícia e uma montoeira de outros segmentos que deveriam garantir a segurança da sociedade. Assinaram a representação o líder do PSOL na Câmara, deputado Ivan Valente (SP), o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ), o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), a deputada Érika Kokay (PT-DF), o deputado Renato Simões (PT-SP) e a representante do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação e Intervozes, Beatriz Barbosa. Também estavam presentes o deputado Domingos Dutra (SDD-MA) e o coordenador geral do Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal, Jonas Valente.

Eles querem ferrar a jornalista porque ela disse de público o que todo cidadão deveria fazê-lo. Eles vão representar contra ela. Sobre a denúncia de financiamento de ditadores mundo afora com dinheiro brasileiro enquanto nossas crianças morrem de fome, mortes de brasileiros todos os dias nas estradas esburacadas, trânsito caótico em todas as cidades médias e grandes, filas nos portos dominados por pelegos do sindicalismo de resultado (para eles) nem uma vírgula, nem uma declaração, nem um pronunciamento dos parlamentares que assinaram a representação contra Raquel. Em suma. Vamos continuar sendo vítimas de toda sorte de violência sem direito a reclamar, porque quem tem defensoressão os bandidos, não as pessoas de bem.

POR: VITOR PANIAGUA.

DIÁRIO PORTAL

Category:

0 comentários

CADA PESSOA SE RESPONSABILIZA PELO QUE FALA.