MINI REFORMA TIRA EXPEDITO JÚNIOR DAS ELEIÇÕES DE 2014.

Odair Araujo | quinta-feira, dezembro 05, 2013 | 0 comentários

NÃO CONTA: EXPEDITO NÃO DIZ QUE A LEGISLAÇÃO ESTÁ MUDANDO E ASSIM ELE FICARÁ FORA DA DISPUTA NO PRÓXIMO ANO.





O ex Senador Expedito Junior (PSDB) não pode ser candidato no próximo ano, mas sempre dá um jeito de se manter em evidencia. Agora começou a espalhar meias verdades através da imprensa, devido á aprovação da minirreforma eleitoral pelo senado. 

A minirreforma foi encaminhada a presidente Dilma Roussef (PT) e deve ser sancionada por ela ainda este ano. Isso sepulta de vez as pretensões de Expedito Junior enquadrado na lei da ficha limpa devido à compra de votos. 

Alias, sempre que é mostrado que está inelegível Expedito da um jeito de divulgar na imprensa que será candidato.

Pela lei atual, o candidato pode ser trocado nas vésperas das eleições. Essa tática já foi usada não só no Brasil como aqui mesmo em Vilhena por candidatos que a usaram de má fé.

Um candidato inelegível fazia toda a campanha e nas vésperas da eleição colocava um substituto assim como não avia tempo para troca de nomes e fotos na urna o povo caia no conto do vigário. 

Com a mini reforma isso muda.

Assim que a presidenta Dilma Roussef sancionar a lei, a troca do candidato só poderá ser feita no máximo até 20 dias antes da eleição.

Já a pena de Expedito Junior termina quatro dias antes. Isso quer dizer que ele está fora da disputa. A meia verdade de Expedito é quando ele mostra uma resposta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a uma consulta do deputado Leandro Velloso (PMDB-GO), sobre uma situação idêntica á de Expedito. O TSE diz que está elegível.

O interessante é o que Expedito não diz quando conta a imprensa o caso da consulta de Leandro Velloso ao TSE.

O ex senador não diz que está consulta foi feita com base na legislação vigente e que tudo mudará quando for promulgada pela presidenta Dilma a mini reforma. É neste ponto que está a meia verdade. Expedito pode ser candidato com a legislação atual, mas com as mudanças ele está fora das eleições 2014.

A minirreforma começou no senado e seguiu para a câmara, onde foram feitas algumas poucas alterações.

Depois, voltou ao Senado, onde foi aprovada. Tudo isso levou um tempo considerável, mas agora, para começar a valer no próximo ano, só precisa ser assinada até findar este mês pela presidenta Dilma Roussef.

Com a mudança na lei, quando faltarem 20 dias para as eleições do próximo ano, o PSDB terá que ter um candidato em condições de concorrer, r não poderá mais fazer trocar alguma.

Expedito não poderá ser esse candidato. Ele diz á imprensa que pode ser candidato, mas não explica que as regras estão mudando. Se algum analista político fosse o capitão Nascimento ( OU CORONEL), do filme Tropa de elite, diria o seguinte:

"É UM FANFARRÃO".


ARAUJO ODAIR.

FONTE:  O MADEIRÃO

Category:

0 comentários

CADA PESSOA SE RESPONSABILIZA PELO QUE FALA.