Garota virtual foi usada para capturar mais de 1.000 pedófilos em salas de bate papo

Odair Araujo | terça-feira, novembro 05, 2013 | 0 comentários


Piper Smith, hoje com 9 meses de idade, tinha apenas 25% de chances de sobreviver após o nascimento.


Pedófilos da internet devem ficar atentos com a nova tática de organizações não-governamentais.

Estima-se que mais de 20.000 pedófilos tenham sido atraídos quando um grupo anti-abuso criou uma menina gerada por computador com características semelhantes a uma garota de 10 anos de idade. Sua “nacionalidade” oficial na internet é filipina e seu nome é “docinho”.

Ela foi bombardeada com milhares de ofertas de dinheiro para realizar atos sexuais em sua webcam e os pesquisadores conseguiram identificar 999 homens e uma mulher que insistiram no ato. Desse total, 254 são dos EUA e 110 da Grã-Bretanha.

Terre des Hommes, ONG holandesa responsável pelo projeto, está chamando a atenção mundial dos políticos pedindo que imponham leis mais duras aos pedófilos.

O diretor do projeto, Hans Guyt, disse: “Se nós não intervirmos rapidamente, este fenômeno sinistro ficará totalmente fora de controle. Existem pessoas fazendo isso hoje com crianças e sinto que a lei não se aplica a elas”.
A ONG realizou este ato para mostrar que armadilhas são possíveis de serem plantadas. Além disso, um estudo foi gerado mostrando que existe turismo sexual, mesmo usando apenas a webcam.

Eles também fizeram cadastros em fóruns usando a garota virtual na Ásia e, em menos de 10 semanas, mais de 20.172 pedófilos tentaram contado com ela.

Mais de 1.000 pessoas foram identificadas e enviadas para a Interpol. No entanto, a polícia só poderá ser capaz de processar ou prender os suspeitos se mais provas forem recolhidas.

“O maior problema é que a polícia não age até que as crianças sejam abusadas e a maioria delas nunca denuncia esse crime”, disse Guyt.

A ONU estima que 750 mil pedófilos estão on-line constantemente no mundo em busca de novas vítimas.

Category:

0 comentários

CADA PESSOA SE RESPONSABILIZA PELO QUE FALA.