TRIO ACABA PRESO APÓS PASSAR NOTAS FALSAS DE R$10 NO COMÉRCIO DE VILHENA.

Odair Araujo | sexta-feira, outubro 25, 2013 | 0 comentários

Empresário notou que se tratavam de notas falsas e acionou a polícia. Produtos usados para a fabricação das notas foram apreendidos.

Na noite de quinta-feira, 24 de outubro, às 22h, a Polícia Militar foi acionada a comparecer na Sorveteria Luz Divina, localizada na avenida Paraná, onde um indivíduo teria tentado passar notas falsas e furtado um pacote de balas no comércio.
Uma guarnição foi ao local, onde o empresário relatou que um rapaz trajando uma camiseta vermelha listrada e calça jeans havia se dirigido ao comércio e comprado um pacote de balas no valor de R$ 1,50 pagando-as com uma nota de R$ 10 aparentemente falsa, como a nota não possuía as marcas de segurança da casa da moeda, o empresário pegou o troco que havia dado de volta, momento em que o suspeito se evadiu levando o pacote de balas.
Em diligências, uma das guarnições avistou o suspeito identificado como Paulo Henrique Pereira da Silva, 19 anos, que na abordagem, foram encontradas 15 notas de R$ 10 falsas.
Ao ser indagado sobre onde o mesmo conseguiu as notas, este informou que havia pegado as notas do acusado Rafael Braga Rocha, 18 anos, e do menor infrator V. D. M. S, 17 anos, sendo que quem as produzia era o acusado Rafael.
Paulo então levou as guarnições até a casa de Rafael, onde o mesmo juntamente com o infrator foram presos, e ao serem indagados, confessaram a pratica dos crimes, e entregaram aos policias mais 14 notas falsas, juntamente com a nota de R$10 verdadeira usada para a fabricação das falsas, e os objetos usados para tal fabricação.
Na residência foram aprendidos um monitor de marca LG, uma impressora HP Multifuncional,  uma CPU IntelBras, um estilete usado para cortar as notas e uma mochila, onde se encontravam as 14 notas e duas folhas com quatros notas falsas impressas.
Ambos os envolvidos informaram ainda que  passaram as notas falsas em três outros locais, sendo duas notas de R$ 10 no Bar Bandeirantes, uma nota de R$ 10 na Lanchonete Sorriso e outra nota na Lanchonete Chega Mais.
Diante dos fatos e circunstâncias, os envolvidos foram encaminhados para Delegacia de Polícia Civil, que encaminhará os envolvidos até a Delegacia de Polícia Federal, devido o caso se tratar de um crime federal, onde os envolvidos serão autuados em flagrante e  ficaram a disposição da justiça.
2
3
4
5
6
7
8
9
10
capa

TEXTO E FOTOS: CARLOS SANTOS
FONTE: RONDÔNIA ACONTECE

Category:

0 comentários

CADA PESSOA SE RESPONSABILIZA PELO QUE FALA.