Polícia identifica segundo suspeito de tentar roubar moto na zona leste de SP.

Odair Araujo | quinta-feira, outubro 17, 2013 | 0 comentários

Comparsa foi baleado por PM e está no hospital; vítima tinha câmera no capacete e filmou ação

A polícia identificou o segundo suspeito de participar de uma tentativa de assalto a um vigilante no último sábado (12), na zona leste de São Paulo. A vitima tinha uma câmera no capacete e toda a ação dos criminosos foi filmada. O vídeo foi colocado na internet e ultrapassou um milhão de acessos. A prisão do suspeito foi pedida na última terça-feira (15). Ele já é considerado foragido da Justiça.
A imagem gravada durante o roubo ajudou a polícia a identificar o assaltante, que nem usava capacete. Segundo a polícia, o nome dele é Leonardo Silva Barros de Mello. O suspeito já tem passagem por tráfico de drogas. Ele pilotava a moto usada na tentativa de assalto.
Mello e um comparsa queriam roubar um moto pilotada por um vigilante de 35 anos. O crime foi gravado por uma câmera acoplada no capacete da vítima. E, pouco tempo depois, as imagens foram parar na internet.
Relembre o caso
A tentativa de assalto aconteceu na tarde do último sábado (12) na esquina das avenidas Doutor Assis Ribeiro e Gabriela Mistral, na Penha. Ele foi abordado por dois homens que estavam em outra moto. A vítima entregou a moto. O bandido, que estava armado, tomou a direção. Neste momento, um policial militar fardado desceu de um carro. Ele voltava para casa e viu a ação dos bandidos. 
O comparsa conseguiu fugir na moto que eles chegaram. O ladrão que estava na moto roubada apontou a arma para o policial e acabou baleado com dois tiros. O jovem baleado é Leonardo Escarante Santos, de 18 anos. Ele levou um tiro no abdômen e outro na perna. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, ele passou por uma cirurgia e continua internado no Hospital Municipal do Tatuapé, na zona leste de São Paulo, sob escolta policial. Quando receber alta, vai direto para a cadeia. 
Assista ao vídeo:
fonte:Logo_noticias

Category:

0 comentários

CADA PESSOA SE RESPONSABILIZA PELO QUE FALA.