CONTAMINAÇÃO - Crianças da UTI pediátrica do HB são transferidas para o Cosme e Damião

Odair Araujo | quarta-feira, outubro 16, 2013 | 0 comentários

A assessoria de comunicação da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), através do Decom, em release destacando os serviços do Hospital Ary Pinheiro relatou a justificativa da contaminação de bactéria que atingiu a UTI pediátrica e acabou vitimando 14 crianças. De acordo com o diretor da unidade de saúde, Nilson Paniágua, crianças deram entrada com uma bactéria multiresistente. Segundo ele, foi feita coleta do material para triagem e foram tomadas as medidas que o caso requer quando fora constatado a contaminação.

Além da medicação devida para cada bactéria detectada, a Agência Estadual de Vigilância em Saúde foi acionada para tomar as medidas necessárias, disse Nilson.

Entre as medidas emergenciais tomadas tanto pelo secretário estadual de saúde, Williames Pimentel, quanto o Ministério Público do Estado e Tribunal de Contas, a transferência imediata das crianças internadas na UTI para o Hospital Infantil Cosme e Damião, onde, de acordo com assessoria, possui toda estrutura para o atendimento – com a ampliação adequada para 10 leitos.

Confira abaixo o trecho referente ao problema de contaminação por bactéria na UTI pediátrica do HB. Vale ressaltar que não foi apresentada qualquer menção as mortes ocorridas neste período dentro da unidade.

VEJA TAMBÉM:


A UTI pediátrica do HB, por ser a única de Rondônia que recebe crianças do Estado e de outros vizinhos, no mês de setembro, 3 crianças vindas de hospitais particulares de Porto Velho e de Rio Branco deram entrada na UTI pediátrica no Hospital de Base. De acordo com o diretor da unidade de saúde, Nilson Paniagua, as crianças chegaram com uma bactéria multi resistente, onde imediatamente foi coletado material para triagem no qual foi detectado a bactéria. Com o resultado constatado, medidas foram tomadas como o caso requer. A comissão de controle de Infecção Hospitalar providenciou a medicação apropriada para cada bactéria e, em seguida, o caso foi comunicado à Agência Estadual de Vigilância em Saúde-Agevisa para tomar as medidas necessárias", disse Nilson Paniagua, diretor geral do HB.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Williames Pimentel, foi decidido em conjunto com o Ministério Público do Estado e Tribunal de Contas, a transferência das crianças para o Hospital Infantil Cosme e Damião, onde tem toda estrutura para o atendimento. A UTI está sendo adequada e ampliada para 10 leitos. A UTI pediátrica passa a funcionar no Cosme e Damião, uma vez que a unidade de saúde tem condições de prestar atendimento às crianças e na antiga UTI do HB será iniciada uma reforma que contará com 10 leitos de retaguarda para atendimento aos pacientes.


Fonte: Rondoniaovivo

Category:

0 comentários

CADA PESSOA SE RESPONSABILIZA PELO QUE FALA.