Quem é mais corrupto, Natan ou seus eleitores?

Odair Araujo | sexta-feira, setembro 06, 2013 |

Sabemos que em nosso país o voto é secreto, portanto não temos como saber quem são os 43.627 eleitores culpados por elegerem Natan Donadon nas últimas eleições. Afinal de contas todos estavam cientes em quem estavam votando, pois o condenado candidato concorria com o registro de candidatura indeferido, em decorrência da aplicação da Lei da Ficha Limpa.





CLAUDIO MORAIS | JORNALISTA

Todos são sabedores que Donadon foi condenado há 13 anos de prisão, por ser um dos líderes da quadrilha que saqueou os cofres da Assembleia Legislativa do estado. Já faz tempo que o povo de Rondônia conhece o passado corrupto de Natan, mas mesmo assim o elegeram.

Na Câmara Federal 131 deputados se uniram aos eleitores de Donadon e apoiaram a corrupção, votando contra a cassação do mandato do ficha suja. Também não sabemos quem são os parlamentares coniventes com a sujeira política, porque o voto continua sendo secreto em Brasília. Para não ficar tão ridículo o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), mandou convocar o suplente de Donadon, Amir Lando (PMDB-RO).

Fica claro que os 43.627 eleitores de Natan Donadon são os verdadeiros culpados por envergonhar 1.590.011 rondonienses, que mais uma vez estão sendo alvo de um vexame nacional. Cenas que foram registradas e exibidas nos principais canais de televisão do país, mostrando o presidiário se queixando das supostas condições desumanas da principal prisão de Brasília, em seguida o condenado agradecendo a solidariedade dos colegas que o absolveram e ajoelhado dizendo: "Agradeço a Deus, a justiça está sendo feita".

Para finalizar sem temer o risco de ser reprovado por alguns seguidores dos Donadons, deixo uma pergunta para reflexão: "Quem é mais corrupto, Donadon ou seus eleitores? Como diz um ditado antigo: "O mundo ao seu redor tem influência sobre você, mas nós somos responsáveis por nós mesmos" (Willian Shakespeare).

Antes de me responder aprendam a votar corretamente nas próximas eleições, colocando no poder pessoas que pelo menos até o dia da votação tenham um passado mais digno, pois depois de eleitos resta apenas a consciência dos mesmos para merecer o próximo voto ou não, dependo de suas atitudes frente ao poder.

Olho vivo minha gente!

Afinal, só é cego quem não quer ver.

Autor: Claudio Morais

Fonte: Noticiageral.com

Category: