Reditário Cassol defende filho, que foi condenado.

Odair Araujo | quinta-feira, agosto 15, 2013 | 0 comentários

Pai de Ivo Cassol ataca Gurgel e ministros do Supremo

Reditário Cassol defende filho, que foi condenado
Pai do senador Ivo Cassol (PP-RO), condenado semana passada pelo Supremo por fraude em licitações quando prefeito de Rolim de Moura (RO), Reditário Cassol está furioso com a pena imposta ao filho: 4 anos, 8 meses e 26 dias de prisão em regime semiaberto, além de multa de R$ 201.817. Reditário, suplente do filho, foi ontem ao gabinete do Senado e abriu fogo contra os ministros do STF e o procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

O Senado deverá decidir sobre a perda do mandato de Cassol. Se for aprovada, a vaga de senador continuará em família.
- É uma vergonha o que estão fazendo com meu filho! A perseguição política começa pelo próprio procurador. Eles não têm moral para fazer o que estão fazendo. Para fazer isso, primeiro precisam cuidar da moral deles - disse Reditário, que prometeu "falar tudo" do caso amanhã.

Desde a condenação, Ivo Cassol não aparece no Senado. Em uma das vezes em que assumiu a vaga de senador, com o afastamento do filho, Reditário fez um discurso polêmico em plenário: defendeu que os presos que não quisessem trabalhar fossem chicoteados. A bravata foi feita quando o suplente anunciou que apresentaria projeto de lei para acabar com o que classificou de "benesses e mordomias" da atual legislação penal a presidiários.


Fonte: O Globo

Category:

0 comentários

CADA PESSOA SE RESPONSABILIZA PELO QUE FALA.