CALANDO A IMPRENSA. MAIS UMA DA ADMINISTRAÇÃO ROVER. MARIO QUEVEDO.

Odair Araujo | quarta-feira, agosto 14, 2013 | 0 comentários



Um telefonema que teria partido da prefeitura de Vilhena, denunciou no Ministério Público local, o jornalista Mario Quevedo, acusando um dos mais antigos e prestigiados comunicadores da cidade de estar lotado como “fantasma” na Assembleia Legislativa de Rondônia. Como precisa dar satisfações das denúncias que recebe, o MP começou a investigar o caso e Mario tem sido obrigado a apresentar provas de que realmente presta serviços no parlamento estadual.
Quevedo jamais escondeu que prestou serviços no gabinete do então deputado Marcos Donadon (sem partido) já sem mandato e encarcerado num presídio de Porto Velho. Entre as atribuições do repórter estavam a produção de material jornalístico e preparação da agenda do deputado na região.
A acusação perde qualquer relevância em razão de uma prática (amparada por lei, inclusive) comum entre parlamentares: a manutenção de assessores nas bases, geralmente distantes da sede do poder onde exercem mandatos. Exemplos: em Vilhena existem assessores dos deputados Luizinho Goebel (PV), Marinha Raupp (PMDB) e Moreira Mendes (PSD). Também fica aqui um servidor lotado no gabinete do senador Valdir Raupp, presidente nacional do PMDB. Não consta que algum deles esteja sendo investigado.
Em sua defesa, Quevedo tem um ofício, protocolado no Ministério Público local um mês antes da denúncia. Na correspondência, o jornalista se coloca à disposição do órgão para, como assessor de Marcos Donadon, colaborar em qualquer ação de assistência social. Uma prova definitiva de que não é “fantasma”, pois se fosse essa a sua condição, ele jamais iria se apresentar na entidade que poderia vir a investigá-lo.



IRONIA


Embora não tenha suspeitos, Quevedo está certo de que a denúncia envolvendo seu nome partiu da prefeitura, e dispõe, inclusive, do número de onde teria sido feita a ligação para o MP. Um constrangimento para o prefeito Zé Rocer (PP), que anda assediando o denunciado para executar, em sua gestão, o mesmo trabalho que fazia (e com eficiência) no gabinete de Donadon.


Fonte: FS

Postado por: Dimas Ferreira 

Autor: Da redação 

Créditos de Fotos: Araujo Odair

Category:

0 comentários

CADA PESSOA SE RESPONSABILIZA PELO QUE FALA.