Investigações policiais comprovam envolvimento do governador e ex-ministro com organização criminosa

Odair Araujo | domingo, julho 14, 2013 | 0 comentários

Documentos mantidos em sigilo de justiça e que não foram repassados pela Polícia Civil à imprensa, comprovam o estreito e íntimo relacionamento do governador Confúcio Moura,
o ex-ministro Roberto Mangabeira Unger (Governo Lula), com a organização criminosa, comandada pelo narcotraficante Beto Baba e Fernando da Gata. “Um tiro no próprio pé”, assim classificou o deputado Hermínio Coelho (PSD), ao tomar conhecimento do detalhamento, da Operação Beta, um ingrediente anexado pela Operação Apocalipse.



Consta do relatório da Secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania, através do Departamento de Estratégia e Inteligência a qual comanda as atividades do Grupo de Combate ao Crime Organizado – GCCO, provadas contundentes do envolvimento do governador Confúcio Moura, do ex-ministro Mangabeira, assessores de alto escalão do Governo, e membros da Orcrin. 

Consta de julgado do próprio Tribunal de Contas do Estado, que o governador Confúcio Moura, juntamente com o coordenador da Coordenaria Geral de Apoio a Governadoria, Vicente Rodrigues Moura, e com parecer favorável da procuradora geral do Estado, Maria Rejane Sampaio dos Santos, que um apartamento alugado para acomodar o ex-ministro Mangabeira Unger (que vinha poucas vezes a Porto Velho), também foi utilizado para reuniões secretas da organização criminosa.

De acordo com o deputado Hermínio Coelho foi cometido uma fraude a Lei de Licitações, pois o governador ao arrepio do ordenamento jurídico, burlou os procedimentos administrativos, e resolveu contratar diretamente a pretexto de dispensa de licitação, um luxuoso apartamento de propriedade do mega traficante Beto Baba. O apartamento de luxo, está localizado no Condomínio Leonardo da Vinci, situado na Avenida Amazonas, proximidade do Restaurante Miyoshi. 

Explica o deputado que todos estes dados encontram-se no relatório da Polícia Civil através do GCCO, só que a alta cúpula da Segurança Pública na pressa de tentarem lhe prejudicar, pensavam que o contratocom o Governo Estadual já havia vencido, e portanto o Governo estaria “limpo”, só que existem termos aditivos, prorrogando o aluguel, e grampos, fotografias, documentos e depoimentos, comprovam a utilização do apartamento para reuniões da Orcrin. 

Destaca o deputado que o apartamento foi alugado com valor superfaturado, conforme consta em decisão do Tribunal de Contas do Estado, que já determinou Tomada de Contas Especial e a imediata suspensão de pagamento. (DOeTCE-RO nº 466 ano III de 9 de julho de 2013. 

O relacionamento íntimo e intenso de autoridades governamentais com a organização criminosa, era tão intensa, que a assessora especial Lânia das Doares Silva (atualmente presa), viajava constantemente com o ex-ministro (conforme gravações policiais), inclusive com amplo conhecimento do criminoso Beto Baba e do governador Confúcio Moura. A agente do crime chegou a acompanhar o ex-ministro à uma entrevista a Tv Cultura em São Paulo, Programa Roda Viva. O apartamento é de propriedade de Francimeire de Sousa Araújo (mulher de Beto Baba). 

Veja documento oficial da Operação Beta, da qual se serviu a Operação Apocalipse: Data 18.01.2013. Assunto Beto Baba e família no Condomínio Leonardo da Vince. Senhores Delegados, em acompanhamento aos alvos Beto Baba e sua esposa Francimeire, informamos que no dia 17 de janeiro de 2013, por volta das 16 horas, estes chegaram ao Condomínio Leonardo da Vinci, situado na Avenida Amazonas, em frente ao Restaurante Miyoshi. Eles estavam conduzindo um veículo Honda Civic de cor branca, placa NDQ 6698, permanecendo no local até por volta das 17 horas. Urge salientar que conforme áudios Guardião, já repassados à autoridade policial, Beto Baba aparece conversando com uma mulher da alcunhada de Lânia, a qual aparece intermediar alguma situação relacionada a um apartamento localizado no referido condomínio.

O mega traficante se instalou no Gabinete do Governador, Coordenadoria Geral e Apoio a Governadoria e na Secretaria Estadual de Administração. Os investigadores atestam em documento o seguinte: Ingerência na Secretaria Estadual de Administração, ao destacar – “Excelência, passaremos nesse momento a analisar a participação na organização criminosa da servidora pública Lânia das Dores Silva, conhecida por Lâni. No primeiro momento, é importante que a presente organização criminosa possivelmente pratica a lavagem de capital do dinheiro oriundo, em tese da associação ao tráfico e do estelionato adquirindo, para tanto, bens de luxo, dentre eles, imóveis de médio e alto padrão. Prossegue o relatório detalhando a ação criminosa. 

Diante da gravidade dos fatos, o deputado Hermínio Coelho disse que já está encaminhando na tarde desta sexta-feira, cópias de todo material ao Ministério Público, e conclama a sociedade civil organizada, os movimentos populares, a Ordem dos Advogados do Brasil, a impetração do pedido de impeachement, com a constituição de Comissão Processante e o afastamento temporário do governador Confúcio Moura. Ao ser preso no Rio Grande do Norte, o comparsa de Beto de Baba, Fernando da Gata disse que o verdadeiro chefe da Orcrim é o governador Confúcio Moura. 

Fonte: Assessoria
imagens da internet.

Category:

0 comentários

CADA PESSOA SE RESPONSABILIZA PELO QUE FALA.