Relíquias que atraem gerações

Odair Araujo | domingo, junho 02, 2013 | 0 comentários


Loja conta com um acervo rico em raridades, como discos de finil, máquinas de datilografia, câmeras fotográficas e celulares da década de 90

ANDRÉ VIANA



DJ Nilson Barbosa, no balcão da Refúgio, mostra orgulhoso uma vitrola portátil antiga que funciona perfeitamente (Clóvis Miranda)


Conciliar trabalho com diversão é um privilégio de poucos. E transformar um hobby, adquirido há uma década, como a segunda fonte de renda é uma raridade. Unir o útil ao agradável 24 horas por dia foi a fórmula encontrada por Nilson Barbosa, 39 anos. À noite ele dita o ritmo em baladas, casamentos e festas nas casas noturnas de Manaus, com equipamentos de som modernos, exercendo a função de DJ. De dia, Nilson comercializa antiguidades que remetem os clientes ao passado na recém inaugurada loja Refúgio Antiquário & Presentes, localizada na Avenida Duque de Caxias, nº 2186, na Praça 14 (próxima ao 1º DIP). Veja aqui galeria de fotos.


A jornada dupla de Nilson Barbosa começou há dois meses, quando, inspirado na série de TV Trato Feito, exibida pelo History Channel, decidiu comercializar sua coleção de bonecos, discos de vinil, videogames antigos, aparelhos de som gigantescos, câmeras fotográficas jurássicas e muitos outros itens.

“Tenho mais de mil peças no acervo da Refúgio. A ideia de ter uma loja de antiguidades começou quando minha casa ficou pequena para armazenar tantos objetos. É muito difícil para uma pessoa que tem o hábito de colecionar peças se conscientizar que ela está se tornando um acumulador de artigos”, explicou. Nilson conta com a ajuda do assistente Marcos Rick, 43 anos, para administrar a loja.

Grande parte da clientela da Refúgio é formada por pessoas acima dos 35 anos, que vivenciaram a época de parte do acervo. Os mais jovens, porém, também se sentem atraídos pelas peças históricas, como um farol de bonde, ou um aparelho celular do início os anos 90. O espaço físico da Refúgio é pequeno, o que facilita a visualização dos objetos à venda. 

Além da raridade das peças, o estabelecimento tem outro diferencial em relação às lojas de bens de consumo da atualidade. Lá, o cliente e o lojista, não raramente, invertem a lógica do comércio. “Aqui na Refúgio eu também compro produtos. Como acontece no programa Trato Feito, muitas pessoas trazem itens para vender. Dependendo do preço e da demanda, eu fico com a peça. Muitas vezes o dinheiro que pago nem sai da loja, porque como se trata de um colecionador, o cliente logo acha um item interessante e fica com ele”, sorri Nilson.

Quando o assunto é ganhar dinheiro, o DJ dança literalmente conforme a música, esteja ela em modernas mesas de som ou em vitrolas de vinil.

Category:

0 comentários

CADA PESSOA SE RESPONSABILIZA PELO QUE FALA.