Presidanta fala agora em importar médicos da Espanha e Portugal

Odair Araujo | terça-feira, maio 21, 2013 | 0 comentários


 Escravidão cubana:
DILMA DESCONVERSA

Pressionada pela repercussão negativa junto Conselho Federal de Medicina, que entrou inclusive com representação na Procuradoria Geral da República, imprensa e opinião pública, a presidAnta Dilma Roussef desconversou e diz estar tentando a contratação de médicos espanhóis e portugueses para atender às necessidades brasileiras.

A notícia, que à primeira vista parece demonstrar a seriedade governamental na busca de solução para o problema da falta de médicos nas áreas financeiramente mais carentes da população. Em plena campanha pela reeleição Dilma Roussef quer evitar qualquer arranhão na imagem. Mas pode ser apenas um engodo, uma dissimulação para justificar o tráfico de escravos cubanos.

É que mesmo com o desemprego que atinge fortemente a categoria nos dois países, os médicos lá formados não se sentem atraídos pelos salários oferecidos pelo governo brasileiro, coisa que os escravagistas irmãos Castro não refugam. É bom que o CFM fique atento ao desenrolar dessa história torta.



Confraria decadente
Esta me foi enviada pelo grande amigo João Paulo das Virgens, cujo sucesso nos meios jurídicos tenho acompanhado, e remete para um tempo muito divertido, quando fazíamos parte da confraria do Bangalô, Venceslau e muitos outros já idos, como alguns velhos companheiros, ou no inexorável caminho. A história é antiga, mas vale à pena ler de novo. Quem sabe se, plagiando a Globo, não consigo também um merchan? Vamos lá:

Quatro horas da manhã, um homem com andar meio cambaleante caminha pela rua escura. Um carro da polícia se aproxima e os policiais resolvem averiguar a situação:

Quatro horas da manhã, um homem com andar meio cambaleante caminha pela rua escura. Um carro da polícia se aproxima e os policiais resolvem averiguar a situação:


Quatro horas da manhã, um homem com andar meio cambaleante caminha pela rua escura. Um carro da polícia se aproxima e os policiais resolvem averiguar a situação: - Aonde vai o cidadão a uma hora destas?

- Estou indo assistir uma palestra.

- Palestra?! A esta hora? Sobre o quê?

- Sobre os efeitos do álcool e das drogas no corpo humano. Os danos causados pela esbórnia. A farra na degradação da vida amorosa conjugal. Os impactos negativos sobre o sistema nervoso central periférico advindos dessa vida desregrada. Dos malefícios aos órgãos internos e também externos devastados pela ingestão desenfreada de fumo, álcool e drogas ilícitas. E a vida sem Deus no coração.

- Ô meu, fala sério! E quem vai dar uma palestra desta abrangência e relevância científica a esta hora da madrugada?

- Minha esposa, quando eu chegar em casa.



Category:

0 comentários

CADA PESSOA SE RESPONSABILIZA PELO QUE FALA.