CARRO OFICIAL DA PREFEITURA USADO PARA COMPRAR PÃO

Odair Araujo | domingo, fevereiro 10, 2013 | 0 comentários


O veículo era para ser usado durante o carnaval. A festa acabou dentro do prazo limite; servidores andavam com a viatura 4 horas e meia depois do fim da folia
CARRO OFICIAL DA PREFEITURA USADO PARA COMPRAR PÃO



Um veículo oficial da Secretaria Municipal de Educação (Semed) ficou estacionado em frente a uma padaria do Bairro São José na Avenida José do Patrocínio por cerca de 40 minutos no início da manhã deste domingo, 10, por volta das 8: 30h. A equipe de reportagem do EXTRA DE RONDÔNIA percebeu a presença do carro e ficou esperando o momento de sua saída.

Ao perceberem que estavam sendo fotografados os dois homens que estavam no carro ficaram incomodados e chegaram a tentar sair da padaria de marcha à ré, sem ao menos olhar para os repórteres. Em seguida vieram à redação desta página eletrônica para questionar o motivo dos registros fotográficos.

Os dois homens disseram que são funcionários públicos e que estão a serviço da prefeitura, trabalhando durante o carnaval, cujas atividades se encerram oficialmente às 4 horas da manhã, segundo ofício enviado às instituições que fazem a segurança e outros serviços durante a festa (porém nesta noite de abertura, o evento se encerrou pouco depois das 3 horas). “Nós estávamos no Hospital Regional, por isso demoramos. Se vocês quiserem ver temos um documento que nos autoriza usar o carro”, disse um dos servidores, que não é médico, nem enfermeiro.

Ao apresentarem o documento (publicado abaixo) a equipe de reportagem constatou que se trata apenas de uma “prova” de que a Semed emprestou o carro à Fundação Cultural, que é responsável pela organização da folia de rua, e não dava direito aos servidores em questão usá-lo para ir à padaria, cerca de 4 horas e meia após o término do evento. 

O motivo pelo qual foram ao hospital era para dar atenção a Robson Santos Silva, que fora baleado durante a festa promovida pela Fundação Cultural, custeada com dinheiro da prefeitura. 

Mesmo sem a presença do anestesista de plantão a equipe da cultura supriu a falta do profissional, dando total apoio para despachar o vilhenense a Cacoal, onde, com sorte, ele poderá ser atendido.




FONTE: EXTRA DE RONDÔNIA
TEXTO: RÔMULO AZEVEDO
FOTO: EDEBLANDES ORTIS




ODAIR POR ODAIR

Mais um caso intrigante.
O pessoal que estava com o carro da prefeitura não cessão os serviços antes de quarta de cinzas.
Penso comigo que fatos piores ocorreram durante a campanha eleitoral onde o veículo da prefeitura estava em balneários e nada saiu na mídia, pelo menos nas que tinham interesses próprios.
Veículos com madeiras na BR 364 e nada foi informado (as referidas caçambas da prefeitura).
Agora os caras trabalham a noite toda pó e passa na padaria para comprar um pão e estão usando o carro indevidamente fala sério agora que foram acordar para o fato.
Deram-se ao trabalho de saber se era caminho da casa dos caras, se deram o trabalho de ver que cedendo o carro o responsável por ele é Anízio Ruas. Falaram com ele?
Resumindo cutucando formigueiro sem formiga.

Category:

0 comentários

CADA PESSOA SE RESPONSABILIZA PELO QUE FALA.